segunda-feira, 25 de junho de 2012

O "gracias a la vida" de Aécio Alves da Costa


Quem seriam os atuais "atores" da literatura fluminense?
Esta pergunta tem por resposta uma série de nomes que, entre os nativos das terras do estado do Rio de Janeiro e os nela radicados, compõem um caldo literário com o tempero bem ao nosso gosto.
Apresentamos hoje um dos escritores que compõe o significativo cenário da literatura fluminense.


Fotoshop de Erik Johansson


“Caminante no hay camino, [en la vida] camino se hace al andar”. No verso de Antonio Machado uma bela verdade. Outras tantas podem ser encontradas na poesia que vem de Nova Friburgo - RJ. Trata-se do “gracias a la vida!” do poeta Aécio Alves da Costa, presidente da Academia Friburguense de Letras.



Vida


                                                                                                                         Aécio Alves da Costa

Vida que te quero viver.
Quando subia as montanhas no Vale Nevado dos Alpes chilenos
Me dei conta de nosso tamanho diante do universo
Onde pude refletir de modo solitário
Sentindo-me como um ponto minúsculo
Naquele vale imenso, lindo e aterrador.
De onde vi o voo de um condor.

Os seres humanos são criaturas tão pequenas
Tão menores que o universo
Tão insignificantes diante de sua imensidão
Que não devemos nos preocupar tanto com as coisas menos importantes.

Aproveitar a cada momento da vida…
Ampliar a visão do mundo, dar asas à imaginação
Sonhar, viver a vida
Suportar nossas fraquezas
Não nos preocuparmos tanto com as coisas que nos aborrecem.

Aproveitar a vida oferecendo amor, espargindo alegrias
Sorrir e fazer alguém sorrir a cada dia
Escolher ser feliz a cada dia
Reverenciar o nascimento de um ser
Dando-lhe a garantia do bem viver
Entre os homens e sob o olhar do Criador.
Aproveitar o Sol, que aquece a alma e dá vigor ao corpo.

Contemplar o brilho da lua e
Mergulhar na escuridão da noite
Encontrar sempre o lado positivo de tudo que nos rodeia
E ele aparecerá. É só procurar… concordar
E mesmo que tudo pareça tão grande, tudo é tão pequeno.
Viver intensamente a cada momento,
Viver sem medo de ser feliz
Viver como se o amanhã não existisse
Ou seja, viver a VIDA de hoje e agora!





Divulgação Cultural
(Clique na imagem para ampliar)

5 comentários:

  1. Parabéns, Aécio.
    Abs
    Belvedere

    ResponderExcluir
  2. Prezado Roberto,

    que extraordinária confluência de mensagens filosóficas e artísticas nesta postagem! (Aliás, isso já é sua marca registrada).

    Abre-se com os versos adaptados do grande sevilhano Antonio Machado, alertando-nos de que o caminho " se hace al andar", porque, assim, conclui a estrofe: "Caminante, no hay camino, / sino estelas en la mar".

    Cintilando, pois, estrelas no mar do seu Blog, vem o conselho poético do friburguense Aécio Alves da Costa de " Ampliar a visão do mundo, dar asas à imaginação" , de " Aproveitar o Sol, que aquece a alma e dá vigor ao corpo". Um "carpe diem" horaciano com tonalidades místicas agradecidas, consciente da pequenez humana diante da grandeza do Universo.

    E para finalizar, a magistral Violeta Parra e o dueto "eletrizante" de Mercedes Sousa com Pavarotti, três luminares "caminhantes" que deixaram "sus huellas", suas marcas, vitais e musicais, em tantas andanças pelo mundo. Agora, revividos, estão todos juntos nesta edição, entoando "Gracías a la vida" .

    Parabéns por mais uma primorosa montagem.

    Dalma.

    ResponderExcluir
  3. Luiz Calheiros Cruz26 de junho de 2012 11:36

    Roberto,
    "viver como se o amanhã não existisse" é a fórmula mais
    sábia de encararmos nossa realidade", conforme a poesia do Aécio Alves da Costa.A música escolhida reflete com
    perfeição o sentido reverente de louvor à vida.
    Congratulações do confrade
    Luiz Calheiros.

    Luiz Calheiros.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Roberto Kahlmeyer.

    Campeões do mundo:

    Ano Sede Campeão
    1934 Itália Itália
    1938 França Itália
    1954 Suiça Alemanha
    1974 Alemanha Alemanha
    1982 Espanha Itália
    1990 Itália Alemanha
    2006 Alemanha Itália
    2010 África do Sul Espanha

    Clássicos do futebol europeu. A história pode se repetir.

    Espanha X Portugal
    Itália X Alemanha

    A sorte está lançada!

    Cordialmente,
    Alberto Slomp.

    ResponderExcluir
  5. Olá professor Roberto... acompanho ainda que distante, mas ao mesmo tempo, sentindo-me perto pelo Literatura Vivência, parabenizo a todos pela vitalidade da arte que traduz de forma tão exuberante e contundente, com beleza, leveza e poesia, a nossa cultura. Só tenho mesmo a dizer parabéns a todos. O Literatura Vivência me faz próximo e não mero expectador virtual. Um abraço.
    Mauro Nunes

    ResponderExcluir