segunda-feira, 6 de agosto de 2012

"De tudo ficaram três coisas..." por Fernando Sabino




Francis Bacon. Estudo sobre o corpo humano. (1949)


De tudo ficaram três coisas...



"De tudo ficaram três coisas...
A certeza de que estamos começando...
A certeza de que é preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos
antes de terminar...

Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro!"




Divulgação Cultural
(Clique na imagem para ampliar)



33 comentários:

  1. Bom dia, prezado Roberto Kahlmeyer.

    Mensagem.

    "A mente que se abre para uma nova idéia
    jamais voltará ao seu tamanho original."
    Albert Einstein.

    Cordialmente,
    Alberto Slomp.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Kahlmeyer,

    Quando vc fará uma nova postagem?

    Estamos sentindo falta daquela boa rotina!

    Abçs
    Ivan Lessa

    ResponderExcluir
  3. Caro Roberto Kahlmeyer

    temos sentido falta de seu dedicado trabalho pela cultura literária fluminense. Por que o silêncio? Quanto tempo sem postagens.

    Todos nos sentimos mais ricos com seu impulso.

    Abraços,
    Luiza

    ResponderExcluir
  4. Amigo Kahlmeyer,

    Tenho sentido falta de suas intervenções!
    Quando haverá uma nova postagem do Projeto Livros que Marcaram Niterói?
    Parou por que? Por que parou?

    Abraços de seu admirador,
    Iran

    ResponderExcluir
  5. Olá professor Roberto... muito boa e oportuna a postagem. Mas faço coro à colega acima. Um grande abraço.
    Mauro Nunes

    ResponderExcluir
  6. Pô Kahlmeyer!

    Não é porque você passou em primeiro lugar para aquela universidade pública no Paraná que você vai deixar de operar o Blog, não é mesmo? Vai ficar metidão só porque agora é professor de filosofia para o curso de filosofia em uma Estadual? Muito chic!!!

    Brincadeirinha, hein! Você sabe o quanto te admiramos. Desejamos um grande sucesso neste esplêndido recomeço, só não gostaríamos de ficar sem o Literatura-Vivência!

    Antes de você seguir para o PR você virá se despedir não virá? Não fará esta falta de educação conosco, não é? Rsrsrsrsrsr

    Abraços do casal amigo,
    Yara e Felipe

    ResponderExcluir
  7. Olá professor Roberto... tudo bem?
    Tenho sentido falta das postagens no Literatura-Vivência. Espero que esteja bem! Seu trabalho é pioneiro e fundamental para todos nós!

    Um abraço de que muito te admira.
    Mauro Nunes

    ResponderExcluir
  8. Prezado Roberto Kahlmeyer,

    Fiquei feliz em reencrontrá-lo na seção da ABL de terça passada.
    A cidade do Rio de Janeiro, tanto quanto o estado do RJ lhe recebe prazenteiramente.
    Saiba que terá todo meu apoio para ingressar no PEN club do Brasil.

    Cordiais saudações,
    Arno Guinle

    ResponderExcluir
  9. Prezado Kahlmeyer, não tenho recebido notícias do seu sempre aguardado Blog.

    Você é intérprete e divulgador de vários horizontes culturais de Niterói.

    Coloca a mente de todos os leitores em movimento. Sinceramente, sinto falta das matérias literárias, por você postadas, tão bem introduzidas e sempre em interlocução com outras artes. Trabalho primoroso! De ampla visão! Tornou-se um emblema da cidade.

    Pretende não mais continuar no tão promissor e já firmado trajeto?

    Não deixe a pedra rolar já no cimo da montanha. Continue a ser Sísifo, apesar de ...Ou abra novas trilhas no pedregoso caminho!

    Abraços companheiros.
    Dalma Nascimento

    ResponderExcluir
  10. Prezado Roberto,

    Só agora, passada a euforia daquele encontro em minha casa pude parar para escrever-lhe. Gostaria de agradecer a caprichosa cobertura fotográfica do evento e o livro com que me presenteou. Fiquei comovido em receber de suas mãos a rara edição de “Tratado della pittura” de Leonardo DaVinci, sabendo que um presente régio como este saiu de sua biblioteca pessoal, fico a imaginar quantas riquezas você não teria em seu acervo. Esteja certo de que este livro – livro sobre o qual eu tenho passado meus dias debruçado – será de grande utilidade para o capítulo referente a Leonardo em meu “Dez aulas magistrais”.

    Admirando o seu trabalho com as letras fluminenses, gostaria de registrar uma vez mais minha admiração e crédito no seu valor intelectual. Sua trajetória e amizade em muito me lembra a de nosso amigo comum marco Lucchesi.

    Um abraço amigo, do
    Israel.

    ResponderExcluir
  11. Puxa vida, Kahlmeyer!

    Abandonou a gente mesmo!...

    Vc não vai nem continuar o projeto dos livros que marcaram Niterói!?!

    Volte a movimentar o Literatura-Vivência em nome da nutrição de nossas almas!

    Abraços da seguidora
    Sônia

    ResponderExcluir
  12. Prezado Amigo Roberto, há duas ou mais semanas, escrevi-lhe um bilhete, referindo-me, verdadeiramente, à grande falta de seu tão completo e polissêmico blog Literatura e Vivência. Houve uma lacuna nas remessas e eu ficava sempre me perguntando o motivo. Não quis importuná-lo mais, pois sabia de seu momento (em pleno processo de concurso).

    Hoje, recebo este profundíssimo e muito significativo texto do celebrado e também, por nós tão amado, Nietzsche. Perfeita a escolha do tema!

    Porém, veio através do Studium Kahlmeyer-Mertens (endereço desconhecido por mim) após a longa ausência do seu costumeiro Blog, já com tantas marcas significativas não só de sua cultura firmada e afirmada, como também dos textos de eminentes escritores de nossa Niterói.

    Obrigada por publicar esta página memorável. Valeu! Mais um vez, ratificou o seu valor! E a sua sensibilidade seletiva. Numa justa hora!

    Contudo, pergunto: você não vai mais prosseguir com Literatura e Vivência? Compreendo ser uma tarefa muito trabalhosa, árdua, espinhosa e nem sempre bem compreendida. Porém, todos nós, que amamos cultura e sentimos de perto o pulso de sua dimensão na cidade, perderemos muito, muito mesmo, se não mais continuar na sua "sisifiana" trajetória. Não deixe a pedra rolar do cimo da montanha. Aliás, já lhe disse isso em outro bilhete

    Os embates, as topadas ajudam a caminhar. Não faz muito tempo colocou no seu Blog aquele verso de Antonio Machado de que "o caminho se faz ao andar".

    Você abriu seu percurso.

    Portanto, Roberto, continue a ser Sísifo sustentando a pedra, mesmo prestes a querer cair na ribanceira. Sua montanha já o espera em alvorada. No final, imagine-se feliz, heureux. conforme diz Camus no final do ensaio sobre aquele arcaico mito grego.

    Dever cumprido, Deus deu-lhe iluminação para isso. Siga com o Blog, sim? Limpe as ervas daninhas da estrada e prossiga.

    Abraços companheiros das andanças.
    Dalma Nascimento

    ResponderExcluir

  13. Roberto,

    soube que você vai nos deixar. Espero que temporariamente. (...) Espero que você seja valorizado como merece, que é muito, estimulando seus seguidores. Você continuará com seu blog? A pergunta é redundante mas sou absolutamente ignorante em tecnologia e o computador me devora. Seus ensinamantos serão guadados em uma pasta especial com o título "A Indelevel Sabedoria de Roberto Kahlmeyer-Mertens".

    Um grande, caloroso e fraterno
    abraço de Branca Eloysa

    ResponderExcluir
  14. caro roberto. receba minha admiração incondicional,marco.

    ResponderExcluir

  15. São uns ingratos estes que promovem a cultura de Niterói. Vivem uns beijando as mãos dos outros sem valorizar quem de fato TRABALHA pela cultura literária desta cidade. Só premiam quem não necessita de apoio na subida, quem já está lá encima não necessita de incentivo! Niterói sem seu trabalho, Kahlmeyer, ficará mais POBRE e será bemfeito.

    ResponderExcluir
  16. Foi intenso, Kahlmeyer.

    ResponderExcluir
  17. Kahlmeyer, quando haverá nova postagem dos Livros que marcaram Niterói? Era tão bom...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com os colegas acima. O blog reúnia todos os elementos de um prodígio: inteligência, responsabilidade e bom gosto!

      Abraços,
      Landri

      Excluir
    2. Pois é, Landri,

      Fui aluno do Kahlmeyer na UERJ e me impressionou muito o rapaz. Sendo tão jovem, ele fala como um homem de 80 anos, quero dizer: tem conhecimento como se fosse um velho.
      Não sei como ele conseguiu acumular tanto saber em tão pouco tempo de vida...

      Sou um fan do Prof Kahlmeyer e gostaria que o blog se tornasse mais ativo. Vc já viu o Projeto livros que marcaram Niterói?

      Excluir
  18. Sim Clóvis, conheço o projeto dos livros marcantes, mas julgo que a iniciativa interessou mais ao pessoal de fora de Niterói do que os que moram no município. Fazer cultura aqui em minha cidade tem um quê de pregar no deserto!
    Não me admira o Kahlmeyer ter desanimado.
    Clovis, vc tem facebook? Poderíamos nos encontrar por lá para continuar esta conversa.

    Abraços
    Landri Bueno

    ResponderExcluir
  19. Pois é, Landri...

    Se houve desânimo do Kahlmeyer eu até entendo, pois é muito triste se expor ao descaso dos ditos "promotores de cultura" e isso ainda fica pior quando a indiferença vem dos próprios pares, sabe lá porquê.

    Tem uma hora que [usando aquele dito popular, muito comum aqui no norte do estado] agente se cansa de "empurrar pano em c* de mulambo"!

    O Kahlmeyer deve ter cansado!
    [Kahlmeyer, responde aí!]

    Landri, eu não tenho facebook.

    Clóvis

    ResponderExcluir
  20. Como veículo democrático que é, Literatura-Vivência garante a livre expressão de comentários dos frequentadores do Blog, o que não quer dizer que endossa todas as opiniões aqui veiculadas. Os juízos aqui consignados são de inteira responsabilidade de seus propositores.

    ResponderExcluir
  21. Olá professor Roberto... escrevi este texto e envio especialmente para você.



    CAMINHEIRO




    Caminho

    com a rosa dos ventos

    como quem faz castelos na areia

    insisto, refaço, recomeço

    sem contorno, retorno

    o destino que trago em mim

    e se forja em nova lida.




    Caminho

    sem a necessidade de chegar

    no horizonte distante

    ao infinito do absoluto

    remanso que se me atrai

    nos descaminhos da existência

    no compasso das dúvidas inquietas.




    Caminho

    a gente precorre e disfarça

    sem farsa, desvela-se

    descobre-se à luz de vela

    tateia-se pela insistente cegueira

    passos na corda bamba

    a gente samba, chora, canta.




    Caminho

    entre pétalas e espinhos

    sempre em frente, avante

    a certeza é causa da espera

    o caminhado não se olha

    um tropeço e simbora

    o caminho já faz hora.

    (Mauro Nunes)




    Aproveito para fazer um convite. Estou trabalhando para realizar o sonho de editar um livro com os meus textos. Quanto ao título, estou bastante inclinado a por o seguinte:

    "Cântico de Transcendências". Foi assim intitulado por você quando da publicação dos meus textos. Mas gostaria mesmo que deixasse sua mensagem em forma de introdução ou prefácio. Será para mim, motivo de muita alegria, pois afinal, é graças a seu trabalho que estou nesta empreitada.

    Um grande abraço enquanto aguardo seu retorno.

    ResponderExcluir
  22. Bom dia, prezado Kahlmeyer.

    Dias dos livros, da leitura e da literatura.

    A lei n. 5.191, de 13.12.1966 - instituiu o dia 29 de outubro como o dia nacional do livro.
    A lei n. 10.402, de 08.01.2002 - instituiu o dia 18 de abril como comemorativo do dia Nacional do livro infantil.
    A lei n. 10.753, de 30.10.2003 - instituiu a política nacional do livro.
    A lei n. 11.899, de 08.01.2009 - institui o dia nacional da leitura, que será comemorado no dia 12 de outubro e, a semana nacional da leitura e da literatura, que será aquela em que recair o dia nacional da leitura.

    Cordialmente,
    Alberto Slomp.

    ResponderExcluir
  23. Parabéns pelo Blog.
    É um espaço de cultura espetacular!
    Abraços do mais novo fã,

    Fernando Caeiro

    ResponderExcluir
  24. Roberto,

    Está fazendo falta o LV!
    A blogosfera está um tédio só...

    Abraços
    Sônia

    ResponderExcluir
  25. Caro Kahlmeyer,

    Toda vez que eu vejo o Felipe peixoto eu lembro de você. A associação é natural pois tanto ele quanto você prepresentam a renovação de nossa Niterói.

    Ambos são rapazes de valor e ação!
    Creio cada vez mais que temos que apostar na potencialidade de nossos Jovens.

    Um abraço,
    José Furlan

    ResponderExcluir
  26. Belo, belo. Essas palavras foram um alento nesta manhã. Obrigada.

    ResponderExcluir
  27. Ahh, esplêndido o seu blog.

    ResponderExcluir
  28. Caríssimo Roberto Kahlmeyer,

    Como faz falta seu Blog nesse mar de mediocridade que é Niterói. Volta, vai.

    Angela Martius

    ResponderExcluir
  29. Manuel Moreira dos Santos3 de outubro de 2014 18:38

    De longe uma das melhores coisas que já aconteceu na cultura de Niterói foi este Blog. Que pena que está inativo.

    ResponderExcluir
  30. Marco Moreira Garcia11 de janeiro de 2016 22:56

    Um excelente blog!
    Niterói tem perdido coisas boas...
    Por que foi descontinuado?

    ResponderExcluir