sábado, 24 de março de 2012

Cobertura fotográfica do lançamento do livro “O amor segundo Luís Antônio Pimentel” e estreia da peça “Doze dias com Leviana”.


Um dia histórico para a cultura letrada de Niterói... No teatro em que nasceu a dramaturgia brasileira, a novela “Doze dias com Leviana”, de Luís Antônio Pimentel, escrita em 1935, estreia em grande estilo em Niterói. Enquanto se aguardava o espetáculo, o niteroiense pode participar, na Sala Carlos Couto, da noite de lançamento do livro “O amor segundo Luís Antônio Pimentel” (Nitpress, 2012), que antologiza poesias líricas e eróticas do autor.
Como mostra o registro literário, a elite literária da cidade veio prestigiar o autor que completa 100 anos de idade no próximo dia 29.






Interior da Sala Carlos Couto, anexa ao TMnit

Luís Antônio Pimentel acompanhado de seus admiradores às vésperas do centenário.

O Professor Roberto Kahlmeyer-Mertens, a atriz e contadora de histórias Bia Bedran e o Presidente da Academia Brasileira de Literatura Roberto Santos

O livreiro Carlos Monaco, o médico Benvindo de Salles e o Jornalista Jourdan Amora

Antônio Machado (Toninho, Presidente da Sociedade Fluminense de Fotografia)
Sérgio Chacon, José Chacon de Assis e o Diretor Geral do Teatro Municipal de Niterói Sohail Saud.

Pimentel e Graça Porto

O Editor da Nitpress Luiz Augusto Erthal, o Jornalista Julio Vasco
e o Livreiro e Promotor cultural Carlos Monaco

Lucilia Dowslley e Luís Antônio Pimentel: ambos levantando Um brinde à poesia!

Um flagrante da conversa de Roberto Santos com a poeta Beatriz Chacon

Um poeta com 100, cercado de jovens (todos com 16 anos):
estudantes do Colégio Salesiano de Santa Rosa.

Kahlmeyer e Vasco entretidos em uma conversa literária.

Ana Paula Campos, Zuleika Hallais Walsh (Escritora e Companheira de Pimentel)
ao lado de outras convidadas do evento.

Roberto Kahlmeyer-Mertens, Roberto Santos (Fernando de Aviz)
 e Luiz Antonio Barros, respectivamente: prefaciador, autor das orelhas
e antologista de "O amor segundo Luís Antônio Pimentel".


Capa do livro lançado.



ESTREIA DA PEÇA DOZE DIAS COM LEVIANA

Vista panorâmica do Teatro João Caetano - Niterói.


Cartaz da peça


Vista geral da plateia do teatro,
em destaque o casal Luís Antônio Barros e Maria do Brazil S. Barros.
Na foto, ainda se pode identificar Beatriz Chacon, a acadêmica Elisabeth do Valle, Presidente da Academia de Letras da Região Oceânica Rosemar Sônia Pereira e o jornalista Julio Vasco.

O casal Zuleika e Pimentel

Zuleika Hallais Walsh, Luís Antônio Pimentel e o Editor da Nitpress
e produtor da peça Luiz Erthal

O casal Kahlmeyer-Mertens

Lucilia Dowslley e Maria Helena Latini, dose dupla de poesia boa!

Detalhes do TMnit

"Conheci Leviana numa estação de broadcasting (...)"

"Leviana canta no broadcasting pelo prazer de cantar - boemia de cigarra.
Leviana sabe que, quando chegar o inverno, ela terá muitas peles..."

"Leviana tinha uma religião - o Amor; um deus, - o Fingimento; e uma oração - o Pecado. Leviana dizia que pecar era muito mais humano que rezar".

"Gosto de você, porque me dá a impressão perfeita de dois homens. Quando acendo a luz , é um troglodita; quando apago é um - gentlemann."

Com 100 anos de idade, Luís Antônio Pimentel subiu ao palco para cumprimentar o elenco.

O produtor Luiz Augusto Erthal, a atriz Amanda Gallo (Leviana) e Pimentel.

Pimentel (ao centro) junto ao elenco de Doze dias com Leviana

O agradecimento emocionado/emocionante
(Da esquerda para direita: Luiz Erthal, Luiz Pimentel e Guga Gallo, Diretor da peça) 

A satisfação do autor nos bastidores



35 comentários:

  1. Nota 10 pela cobertura, Roberto!

    ResponderExcluir
  2. Excelente cobertura Roberto, parabéns amigo, Está linda mesmo,afinal de conta Pimentel merece, aplausos nota 1000.

    abraços

    ALBERTO ARAÚJO

    ResponderExcluir
  3. De fato, apenas a nata esteve presente: Bia Bedran, Monaco, Jourdan,Roberto Santos, Beatriz Chacon...

    Parabéns aos produtores e demais envolvidos neste empreendimento!

    E viva Pimentel!!!

    ResponderExcluir
  4. Caro Roberto,

    Parabéns pela ótima cobertura do evento de ontem. Agradeço por ter figurado, ainda mais por estar em tão boas companhias.

    Fraterno abraço, e parabéns por tudo.

    Júlio Vasco.

    ResponderExcluir
  5. É realmente uma alegria ver o poeta Luiz Antônio Pimentel esbanjando toda esta vitalidade aos 100 anos de idade!
    Este homem é digno de ser lembrado sempre por esta cidade.
    Feliz é o povo que pode celebrar um ícone como este.

    Geraldo da Cunha

    ResponderExcluir
  6. O Blog é a melhor vitrine expositiva que Niterói possui, Kahlmeyer!

    Pimentel merece os holofotes do Literatura-Vivência!

    Parabéns pelo excelente trabalho.
    Rocco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei curioso com o livro!
      Ele será vendido durante as apresentações no Teatro?
      Como faço para adquirir?

      Excluir
  7. Beatriz Chacon,Lucilia Dowslley e Maria Helena Latini!!! que trinca poética!

    Isso é o que Pimentel congrega!
    Parabéns "Pimenta"!

    Lucio Lemos

    ResponderExcluir
  8. HISTÓRICO, falou tudo! Isso é VALOR!

    ResponderExcluir
  9. Caramba, carambíssima! Deve ter sido um espetáculo!
    Vou arrastar a mulher hoje para o teatro!

    Valeu pela dica, Kahlmeyer!

    Jorge Menezes

    ResponderExcluir
  10. Muito Bom! Muito Bom! Muito bom!

    Pimentel merece tudo isso e muito mais!

    Vanessa Celta

    ResponderExcluir
  11. Kahlmeyer,

    Pimentel é o melhor de todos!!! Rrsrsrsrs

    Marcelo

    ResponderExcluir
  12. Parabéns Pimentel! Parabéns Carlos Mônaco!Parabéns Luiz Erthal!Parabéns Kahlmeyer!

    Com um time desta a cultura de Niterói só faz crescer!

    ResponderExcluir
  13. Kahlmeyer, Quero um exemplar do livro lançado, nem adianta, hein?!

    Li o seu prefácio em A Tribuna e adorei!!!

    ResponderExcluir
  14. Marcelly Vespasiano24 de março de 2012 12:25

    Karákas! Até a "tia" Bia Bedran!

    Cresci ouvindo as histórias dela!
    Agora eu ouço ela junto com minha filhotinha!

    Prof! Já tomamos uma overdose de Pimentel. Cadê a tchurma do Café Paris!?

    Marcelly

    ResponderExcluir
  15. Kahlmeyer,

    Que bom jornalista você não daria...

    Abraços,
    William Gomes

    ResponderExcluir
  16. Alguém viu se hoje passou a matéria sobre Pimentel no RJ-TV? Só vi falar do Chico Anísio!

    Oswaldo Niche

    ResponderExcluir
  17. Respostas
    1. Parabéns pelas brilhantes homenagens ao nosso querido Luiz Pimentel, jornalista, poeta, escritor e amado por todos nós! Bravo!
      O RJ TV apresentou a entrevista e imagens desse centenário querido Pimentel que nos emocionando com suas palavras e imagem! Deus o abençoe! Todas as homenagens serão poucas para esse grandioso homem.
      Essa reportagem da Globo teria que ter sido em cadeia nacional e internacional, ele merece!
      Penha Ribeiro Dias

      Excluir
  18. pimentel é o mauior niteroiense que esta cidade já viu!
    viva o seu centenário.

    Manoela de Castro

    ResponderExcluir
  19. Prezado Kahlmeyer:



    Já soube pela Gracinha que a peça “Doze dias com Leviana” foi um sucesso. Sucesso de público e artístico.
    A cobertura fotográfica está ótima. Mais uma vez, parabéns. E vou adquirir o livro.

    Neide

    ResponderExcluir
  20. Ai Roberto... eu queria tanto ir...

    ResponderExcluir
  21. Kahlmeyer, seu blog é o melhor formador de opi8nião que temos!

    Pimentel é unanimidade em Niterói!

    ResponderExcluir
  22. 100 anos!!

    Velhinho batuta!

    ResponderExcluir
  23. Beatriz Escorcio Chacon24 de março de 2012 20:31

    Amigos,
    Eu nasci há 'cem anos atrás', então não me sai que o
    nosso Pimentinha -- aprontou todas !-- é a encarnação do
    Movimento A PRAÇA É DO POVO, reunindo Artistas e o AFEARTE, lá pela passagem 1980-1990. O "esqueleto' do prédio alagadofeiosonojento foi implodido, como dizem os técnicos. Foi devastado, sumido, ah, minha Santa!,que
    temos hoje a nossa Praça da República, inteira, bela, conjunto neoclássico (Fórum, Biblioteca Pública,
    Câmara Municipal, Liceu Nilo Peçanha), um dos raros
    desse mundão de meu Deus. Em que nos escudávamos (pobressonhadorespoetasjovensloucos)?
    Na força, respeito, sapiência, dignidade do tão SimplesArdilosoDestemidoLoucoMestrePimentinha.
    Vai a lembrança de 'Ciranda', publicada no nosso Mesa
    Posta, de 1991, edição do também Amado Angelo Longo.

    CIRANDA
    Mãos de cimento armadas
    não dadas
    destroem praças

    Mãos-dadas
    criam canteiros-cirandas
    encontros-coretos-caminhos

    Mãos-Dadas-
    São-Laços.
    Beatriz Escorcio Chacon

    ResponderExcluir
  24. Gostei do prefácio, Roberto

    Marcos Abreu Jr

    ResponderExcluir
  25. Assisti à peça ontem. Gostei da adaptação!
    A produção esteve ótima!
    Os atores são amadores, mas não fizeram feio...

    Pimentel ficou bem representado.

    Abraços,
    Murilo

    ResponderExcluir
  26. Roberto,

    Pq vc n faz uma postagem sobre o Chico Anísio?

    ResponderExcluir
  27. Muito bem Kahlmeyer!
    Adorei a postagem!
    Seu posfácio ao livro de Pimentel, na página anterior a este é, simplesmente, o melhor ensaio que se escreveu sobre o autor até hoje.

    ResponderExcluir
  28. Eu gosteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei da peça! Adoreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei o livro! Amooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo Pimentel

    Tati

    ResponderExcluir
  29. A CONTRIBUIÇÃO DE PIMENTEL PRESTADA AO MUNICÍPIO DE NITEROI É MAJESTOSA.
    SUAS LUTAS, SUAS OBRAS E SIMPLICIDADE FORAM SEMPRE APLAUDIDAS DE PÉ.
    NA HISTÓRIA DE NOSSO MUNICÍPIO NÃO ME LEMBRO DE UMA COMEMORAÇÃO CENTENÁRIA COM O HOMENAGEADO PRESENTE. BELÍSSIMA E JUSTA HOMENAGEM!
    A MEU VER O DIA 29 DE MARÇO DE 2012 DEVERIA SER PONTO FACULTATIVO EM NOSSA CIDADE SORRISO.
    CREIO QUE TODOS CONCORDARIAM COM ESTA MEDIDA
    PARABÉNS, KAHLMEYER, PELO SEU BELO TRABALHO.

    UM ABRAÇO DO CARLOS MONACO.

    ResponderExcluir
  30. Roberto,
    Quero, aqui, purgar minha culpa de andar tão ausente da blogosfera fluminense. São muitas as frentes e poucas as pernas, que às vezes arquejam sem forças. Mas não posso deixar de agradecer - "não sei se de pé ou ajoelhado", como disse o nosso Pimentel no domingo, fechando a curtíssima temporada de nossa peça no Teatro Municipal de Niterói.
    Isso mesmo. Ele não só foi à estreia, sexta-feira, como retornou no domingo, mesmo chegando atrasado, após compromisso no Campo de São Bento. Sua emoção nos contagiou. Sua alegria nos fortaleceu. "Essa foi a maior homenagem que recebi nos meus 100 anos de vida!" Acho que a declaração vai ecoar nos meus ouvidos pelo resto da minha vida.
    Embora tendo acionado o botão desse espetáculo, essa homenagem pertence aos seus amigos e à cidade de Niterói. Principalmente, ao diretor da peça, Guga Gallo, que abraçou incondicionalmente esse projeto; aos atores, Amanda Gallo e Anderson Caldeiras, que dominaram o texto em menos de três semanas; à produtora executiva, Graça Porto; ao diretor artístico do Teatro Municipal de Niterói, Luiz Antonio Mello, que nos proporcionou aquele palco; a todos os apoiadores, em especial a Jourdan, Luiz e Gustavo Amora, à frente de seus valentes A Tribuna e Jornal de Icaraí, e a Antônio Machado, Toninho, presidente da Sociedade Fluminense de Fotografia.
    Também emocionadíssimo ficou Pimentel diante do livro "O amor segundo Luís Antônio Pimentel", a obra que reuniu, em esplêndida antologia, os melhores textos do autor sobre o tema do amor, intercalados por suas lindas fotos femininas e emoldurados pelas participações majestosas com que você, Roberto Santos (Fernando de Aviz) e Luiz Antonio Barros engrandeceram a obra.
    Por tudo, meu amigo, minha sincera gratidão.
    abrs,
    Luiz Erthal

    ResponderExcluir
  31. Ao acaso conheci esse blog... lindo...uma obra de arte,
    de esmero e elegância, perfeito para nos alimentar culturalmente, fazendo bem a vista e a alma... Parabéns!!!Em cada detalhe, cada foto, cada postagem...requinte,qualidade,sensibilidade, enfim um presente para o leitor!!!

    ResponderExcluir
  32. Tenho pesquisado a obra do escritor Luís Antônio Pimentel, pois desejo escrever um livro sobre este curioso autor. Pesquisando sobre a bibliografia existente, descobri este blog e fiquei feliz em saber que ele pertence a um dos principais estudiosos de Luís Pimentel. Gostaria de poder conhecer um pouco mais sobre os trabalhos de Roberto S. Kahlmeyer-Mertens sobre Pimentel. Alguém poderia me ajudar? Ass: I. Sumida.

    ResponderExcluir